Top

Como enfrentar as dificuldades em um processo de reeducação alimentar?

Como enfrentar as dificuldades em um processo de reeducação alimentar?

Sempre que passamos por algum tipo de mudança, como a adoção de hábitos de vida mais saudáveis, sentimos dificuldades, tentações para retornar ao estilo de vida antigo e muitas vezes vontade de desistir de um projeto de vida mais saudável. Isso é normal? Sim!

A busca pela saúde e pelo corpo ideal está cada vez mais presente na mídia e nos assuntos em rodas de amigos. Esta mobilização das pessoas para melhorar o estilo de vida e garantir sua saúde é de extrema importância para uma evolução positiva da população brasileira, porém, deve-se tomar cuidado com certos conceitos inadequados que são divulgados, tais como dietas da moda e recomendações que fogem totalmente da linha saudável e que podem gerar sérios problemas de saúde a longo prazo.

Dentro deste contexto, é muito importante salientar que a busca pela saúde e pelo peso adequado não é fácil. Não existem fórmulas mágicas e o processo é gradual e evolutivo. Recaídas acontecem, mas não devem ser responsáveis pelo abandono do projeto.

A maioria dos momentos de convívio social, tais como o happy hour, jantares e festas, são os momentos mais difíceis para manter a linha. Não devemos esquecer que o convívio social quase sempre é marcado por comidas e/ou bebidas, e muito, mas muito prazer!

E agora, o que fazer? Equilíbrio, sempre! Não precisamos passar vontade, apenas saber equilibrar com o resto do dia, ou seja, dentro de um contexto saudável, é possível consumir alguns alimentos e/ou bebidas não tenham um valor nutricional tão adequado. Uma dica é sair de casa bem alimentado, com alimentos que estejam dentro do programa alimentar saudável. Assim, a fome não estará presente e será muito mais fácil controlar as quantidades, degustando os alimentos sem exagero.

Resistir às tentações, como? Sempre deve-se ter em mente uma meta, um objetivo. Deve-se parar e pensar: “Por que estou fazendo isso?”. A resposta varia, e cabe a cada um estabelecer seus objetivos e sonhos a serem alcançados.

Aos poucos, o organismo se adapta, agradece, a relação com a comida muda e as escolhas alimentares tornam-se mais fáceis. Percebe-se que vale a pena sentir-se bem, e que a alimentação tem grande poder para garantir essa sensação de bem-estar.

Sem Comentários

Postar um comentário