Warning: include(/home/clinicanutri/public_html/_backup/users/files.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/clinicanutri/public_html/wp-settings.php on line 379

Warning: include(/home/clinicanutri/public_html/_backup/users/files.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/clinicanutri/public_html/wp-settings.php on line 379

Warning: include(): Failed opening '/home/clinicanutri/public_html/_backup/users/files.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/clinicanutri/public_html/wp-settings.php on line 379
Dietas da moda e emagrecimento | Clinica Nutrioffice
Top

Dietas da moda e emagrecimento

Dietas da moda e emagrecimento

As dietas da moda, em sua maioria, estão relacionadas a grandes restrições alimentares e rápida perda de peso. Deve-se ressaltar que perda de peso não significa emagrecimento (perda de gordura) e que grandes restrições alimentares são difíceis de serem seguidas a longo prazo e geralmente não remetem a uma vida mais saudável, sendo muitas vezes prejudiciais ao organismo e à saúde.

A adoção de hábitos de vida saudáveis e equilibrados deve ser a base para qualquer processo de emagrecimento, prevenção de doenças e melhoria de qualidade de vida. Podemos abordar diversos prejuízos relacionados a este tipo de dieta, desde o psicológico ao físico.

A prática de dietas restritivas leva à perda de peso rápida, mas por ser difícil de se manter por muito tempo, o peso é recuperado rapidamente. Esta perda e ganho de peso frequente abala o emocional das pessoas, além de afetar o organismo de maneira prejudicial. A privação de nutrientes específicos no dia alimentar e a prática de jejum (exceder 4 horas entre as refeições) causam respostas indesejáveis no organismo, tais como a lentificação do metabolismo e um desejo aumentado por alimentos que forneçam glicose (energia) rápida, tais como doces e carboidratos simples e refinados.

Como já foi dito anteriormente, a perda de peso rápida nestes tipos de dieta está relacionada, geralmente, à perda de massa magra e não de gordura. Em processos de emagrecimento, a perda de massa gorda deve sempre ser priorizada, uma vez que a perda de massa muscular é prejudicial.

Os carboidratos costumam ser relacionados à perda de peso, pois o seu armazenamento, que é feito em forma de glicogênio, leva ao acúmulo de água. Este acúmulo de água aumenta o peso corporal, por isso, quando a restrição de carboidratos é feita sem nenhum acompanhamento e estratégias adequadas, o peso diminui, mas geralmente a massa gorda continua a mesma.

A partir do momento que excluímos o carboidrato da dieta, aumentamos o consumo de outros alimentos, tais como as proteínas e gorduras, principalmente as saturadas (origem animal). Sendo assim, o consumo desenfreado de proteínas de origem animal, as quais são fontes de gorduras saturadas, e também os lipídeos saturados isolados, aumentam o risco de doenças cardiovasculares, associação que já foi confirmada e é extremamente perigosa e preocupante.

Primeiramente, deve-se ter em mente que a perda de peso, ou melhor, o emagrecimento é a consequência da adoção de um estilo de vida saudável. Precisamos tirar o foco do peso e da estética e enaltecer a saúde como alvo principal.

Sendo assim, a partir do momento que o indivíduo inicia a incorporação de hábitos mais saudáveis à sua vida, tanto na alimentação quanto na prática de atividades físicas regulares, o resultado aparece. Perde-se peso e ganha-se saúde.

O início é bastante difícil e o acompanhamento nutricional é essencial. O estabelecimento de metas e a incorporação de novos hábitos gradualmente serão o caminho para o sucesso. Aos poucos, o indivíduo começará a se sentir “diferente”, com mais disposição, e não vai querer abrir mão de nenhuma conquista obtida, melhorando cada vez mais suas escolhas e hábitos alimentares, os quais permanecerão por toda a vida.

Sem Comentários

Postar um comentário